Alirio Netto: 10 discos que marcaram a vida do vocalista
Postado em 01 de março de 2018 @ 17:03 | 199 views


O vocalista Alírio Netto elegeu os dez discos que mudaram sua vida. Sem ordem especifica, o músico contou sua experiência com os álbuns e o quanto eles foram importantes para a sua vida como ouvinte e fã de música.

Confira abaixo a lista dos discos:

É incrível como um simples amontoado de músicas pode mudar a vida de alguém. E com essa frase que eu gostaria de começar a falar sobre os 10 discos, ou fitas cassetes, cds, ou sei la qual tipo de mídia faz sentido hoje (risos)…

1

Queen – Greatest Hits (1981)

Minha paixão pela música começou ainda criança, principalmente quando eu estava em casa ainda assistindo ao show do queen no primeiro Rock in Rio em 1985. Ver o Freddie fazendo 500 mil pessoas entoar Love of My Life despertou em mim um aquela paixão que a gente tem pelos super heróis quando criança.

Para minha grata surpresa minha mãe tinha em seu acervo pessoal o LP “Greatest Hits do Queen. Me lembro de quase furar esse disco de tanto que ouvi, naquela época a gente tinha a possibilidade de gravar o disco em fita cassete também, o que eu fiz imediatamente só pra ouvir essa obra prima no carro da minha mãe.

Considero os volumes 1 e o 2 desse “Greatest Hits” do Queen como uma obra só, nesse volume 2 o Freddie tem um dos momentos mais marcantes de sua carreira através da música “The show Must Go On”, um hino que me dá forças até hoje quando a vida decide te bater um pouco rs…

Pouco tempo depois eu já tinha todos os discos do Queen e da carreira solo do Freddie na minha casa, acho que até minha mãe sabe as músicas de cor (risos)…


2

Led Zeppelin – The Song Remains the Same (1976)

Não dá pra deixar de lado o The Song Remains the Same do Led Zeppelin. A insanidade desse LP e tão impressionante que até hoje eu ainda descubro algo que eu ainda não tinha percebido antes, esse LP me fez entender que ser original é o que separa o homem do menino (risos)…








3

The Beatles – 1962-1970 (Compilação)

Eu tenho um lema na minha vida: Não confio em ninguém que ache Beatles uma merda! Principalmente se for músico. Você pode até não gostar da banda, mas se disser que é uma merda ja me perdeu (risos). O chamado disco da capa azul é uma coletânea dos Beatles que engloba a carreira da banda entre 1967 e 1970. A quantidade de clássicos ali é tão absurda que até hoje escuto essas músicas influenciando artistas que estão no mainstream. Desde do Rock até o Pop, etc.




4

Journey – Escape (1981)

Sempre gostei de melodias marcantes e não poderia deixar de lado o Journey que é uma das minhas bandas preferidas na vida. O “Escape” é uma das coisas mais lindas da história para mim. Só tem hit, só músicas que ficaram na história. “Don’t Stop Believin”’ é uma das minhas músicas preferidas na vida!







5

Bon Jovi – Slippery When Wet (1986)

O “Slippery When Wet” do Bon Jovi e um dos melhores LPs dos anos 80 com todos os elementos da melhor década da música na minha humilde opinião. Esse é o chamado discão da porra!









6

Guns N’ Roses – Appetite for Destruction (1987)

Outro LP que me arrebatou foi o “Appetite for Destruction” do Guns N’ Roses. Eles chegaram em uma hora que o rock estava precisando de alguém com aquela atitude um pouco mais viceral. Lembro que as bandas inclusive as clássicas estavam tentando se encaixar no mercado e eles foram contra tudo aquilo que estava rolando na época.







7

Michael Jackson – Thriller (1982)

Sempre fui um cara influenciado pela música pop. Não dá pra não colocar o “Thriller” do Michael Jackson, perfeito em todos os sentidos. O que me leva ao Van Halen que fez aquele solo insano na música “Beat it”.








8

Van Halen – For Unlawful Carnal Knowledge (1991)

O Van halen sempre teve um espaço especial na minha discoteca pessoal, principalmente o “For Unlawful Carnal Knowledge”. “Right Now” foi durante muito tempo a música que eu mais ouvia.









9

Pink Floyd – The Division Bell (1994)

Apesar dos discos clássicos do Pink Floyd serem todos com a formação que contava com o Roger Waters e o David Gilmour, meu disco preferido é o “The Division Bell”. Acreditem, eu demorei um certo tempo para aceitar isso no meu coração rs…

Mas realmente ele me leva para outro nível de conexão com a música!







10

Jesus Christ Superstar (1970)

Pra quem conhece um pouco da minha história, o espaço que o teatro tem na minha vida e como eu amo fazer musicais é imenso. Essa história começou com o Jesus Christ Superstar! Tive a oportunidade de interpretar o papel do Jesus na franquia do musical na Cidade do México 17 anos atrás, e também o Judas na franquia brasileira do musical. O Judas me rendeu alguns prêmios e um reconhecimento que eu não esperava, esse papel me transformou em um artista muito mais completo e me abriu as portas para interpretar o Galileo no musical We Will rock You.

Alírio Netto finaliza:

Gostaria de deixar claro que essa foi uma lista muito difícil de fazer! Acabei deixando vários artistas e discos que me influenciaram, então aqui peço perdão ao meu Dio, Deep Purple, Rush, U2 (esse foi bem difícil deixar fora), Dream Theater, Sting, Chris Cornell (um dos meus últimos heróis), Iron Maiden, Legião Urbana, Barão Vermelho, Marillion, Tears For Fears, Phill Collins, Stevie Wonder, Yes, Toto, Angra, Dr Sin, e vários outros (risos)…

https://whiplash.net/materias/melhores/279018-alirionetto.html

Notícias



Deixe seu comentário / Leave your comment




Notícias mais lidas


0 Users Online